Saiba como a conectividade aumenta a produtividade no campo

Ao longo da história, a agricultura brasileira passou por diversas evoluções. No começo, agricultores usavam instrumentos rudimentares, como enxadas e rastelos, depois vieram as máquinas que iniciaram um processo de mecanização na atividade rural. Agora já estamos em um novo patamar: a agricultura digital, que rapidamente avança no país. Esse avanço vai de encontro com os desafios impostos pelo aumento da demanda de alimentos, afinal, com a agricultura digital, o agricultor lança mão de diversas tecnologias que irão auxilia-lo tanto no aspecto operacional quanto nas decisões estratégias do negócio.

Com as ferramentas que orientam o produtor no melhor aproveitamento do solo e dos insumos, a produtividade da fazenda aumenta substancialmente, produzindo mais, com menos recursos e com maior qualidade.

Indo ao encontro com as necessidades dos produtores rurais e da alta demanda por produção de alimentos, a Case IH, marca da CNH Industrial, aprensetou a Fazenda Conectada Case IH. Localizada em Água Boa, região de alta produtividade agrícola do Mato Grosso, o local recebeu conexão 4G da TIM para reunir todas as soluções avançadas da marca e suas máquinas com conectividade. Toda a operação será monitorada pelo AFS Connect Center, o novo centro de monitoramento da marca, instalado na fábrica de Sorocaba (SP) e também em diversas concessionárias da Rede Case IH.

A conectividade rural aumenta a produtividade no campo, mesmo em uma região que já apresenta alto rendimento safra após safra. No município, com 198 mil hectares plantados com soja, foram produzidos, na última safra, 160 mil toneladas da commodity, sendo que a produtividade média é de mais de 58 sacas de soja por hectare.

O vice-presidente da Case IH para a América Latina, Christian Gonzalez ressalta que, a Case IH sempre ditou tendências, sendo reconhecida pelo seu DNA de inovação e pioneirismo. “É a marca que introduziu as mais inéditas tecnologias para o agronegócio brasileiro e, agora, na era da revolução digital no campo, não seria diferente. Por meio de machine learning, as nossas máquinas inteligentes que aprendem e se auto ajustam; os dados gerados por nossos equipamentos e soluções, que usam Big Data e Data Analytics, mostram que nós já estamos inseridos na agricultura digital”, comentou Christian Gonzalez,

A conectividade estabelecida pela TIM, com duas antenas 4G LTE e em frequência de 700MHz, instaladas na fazenda e no centro de Água Boa, atendem às necessidades do campo e estão de acordo com um projeto de expansão da conectividade em áreas agrícolas liderado pela operadora, chamado 4G TIM no Campo. Na Fazenda Conectada Case IH, a nova geração de máquinas conectadas da empresa trabalha gerando e recebendo dados em tempo real.

Da redação com Agrolink

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *