Mercado do vinho cresceu 4% no semestre

Após um 2020 histórico, o setor vitivinícola seguiu registrando números positivos no primeiro semestre deste ano. De janeiro a junho, o mercado cresceu 4% em relação ao mesmo período do ano passado, pulando de 200,1 milhões de litros para 208,5 milhões de litros comercializados. O balanço foi apresentado na noite da última quarta-feira, dia 18, durante a 3ª edição do Wine Summit. O evento digital foi promovido pela Wine South America, que é a maior e principal feira profissional de vinhos da América Latina.

Detalhando por segmento, os destaques do semestre foram os espumantes brasileiros, que cresceram 67% nas vendas, e os vinhos finos, que atingiram uma elevação de 100% na comercialização. Ao analisar o período que abrange julho de 2019 a junho de 2020 com o intervalo de julho de 2020 a junho de 2021, o crescimento geral no mercado vitivinícola é de 19%. Em litros comercializados, o salto foi de 427,5 milhões para 509,6 milhões. O levantamento foi realizado pela Ideal BI Consulting com base em dados de importadores e produtores.

O panorama de distribuição dos vinhos e espumantes por Estado também foi apresentado com exclusividade no Wine Summit. Nesse ranking, São Paulo aparece em primeiro lugar com 34% do total de vinhos e espumantes distribuídos no país. Em segundo lugar vem o Rio Grande do Sul, com 15%, e em terceiro vem o Rio de Janeiro, com 9,7%.

Além do panorama do primeiro semestre, o 3º Wine Summit também discutiu a tributação do mercado de vinhos no Brasil. O Dr. Júlio César Grazziotin, consultor e assessor tributário, detalhou as atualizações mais recentes da Substituição Tributária (ST), que é um dos maiores fardos do setor em relação à competitividade. “Já tivemos alguns avanços significativos. Os Estados da região Sul e São Paulo foram desonerados, mas ainda temos Estados que mantêm. Vamos fazer um trabalho juntamente com a Uvibra e com os demais segmentos para pleitear que os demais Estados – especialmente Rio de Janeiro e Minas Gerais – também retirem a ST. Os contribuintes precisam estar atentos e sempre considerarem onde estão localizados e para quem vendem, pois isso impacta se precisa ou não aplicar essa tributação”, explicou Grazziotin.

O último palestrante do 3º Wine Summit foi o doutor em Direito Tributário pela PUC-SP, Dr. José Renato Camilotti. Ele explanou sobre os regimes tributários e destacou ainda a importância das vinícolas e demais profissionais do setor estarem sempre bem informados, conhecendo bem a legislação, as decisões dos tribunais – que podem ou não propiciar vantagens competitivas – e também o seu próprio negócio. “No Brasil, temos uma teia complexa de legislação tributária sendo emanada por todos os entes da federação, desde o governo federal, até os estados e os municípios. Estima-se que a gente tenha quase meio milhão de normas tributárias vigentes no nosso país”, informou Camilotti.

Nesse sentido, a unificação dos impostos costuma ser citada como uma medida importante para a competitividade do setor. “A tributação é um desafio diário. A dificuldade de abrir um ponto de venda em função dessa diferenciação entre os Estados é enorme. Até por isso existem muitos comentários sobre como o valor de venda da vinícola é diferente do e-commerce, que é diferente do supermercado. O impacto da tributação muda bastante, cada Estado é um país. São questões bem complexas e trabalhamos dia a dia para fechar esse quebra cabeça. A unificação dos impostos seria muito boa não apenas para a cadeia do vinho, mas para o mercado como um todo”, observou o produtor Daniel Panizzi, representante da Uvibra/Consevitis que esteve presente no encontro.

Desenvolvido com o intuito de fortalecer a promoção do vinho brasileiro por meio do compartilhamento e da geração de conteúdos ligados ao setor, o Wine Summit prevê a sua quarta edição ainda para esse ano.

Wine Connection acontece de 14 a 15 de setembro

Depois de movimentar cerca de R$ 1 milhão em negócios nas duas primeiras edições, o Wine Connection terá sua 3ª realização nos dias 14 e 15 de setembro. A plataforma digital permite que compradores das principais redes importadoras, distribuidoras, atacadistas, varejistas e profissionais do vinho se conectem virtualmente com os principais produtores de vinhos do Brasil, além de possibilitar experiências reais de degustações dos rótulos.

O projeto é realizado em parceria com o Sebrae/RS. A primeira edição da iniciativa ocorreu em novembro de 2020 e a segunda foi realizada em maio de 2021. Juntas, elas somaram 480 reuniões digitais entre compradores e vinícolas.

Wine Connection | 3ª edição

Quando: 14 e 15 de setembro de 2021

Para quem: profissionais do setor

Mais informações no site

Apoio: UVIBRA/Consevitis-RS, SEBRAE-RS, Smurfit Kappa, Evino

Circuito do Vinho tem sua 1ª edição de 20 a 26 de setembro

Contemplando experiências exclusivas em 14 vinícolas da Serra Gaúcha, o Circuito do Vinho ocorre de 20 a 26 de setembro de 2021. O roteiro inédito abrange degustações exclusivas, jantares harmonizados e passeios de Maria Fumaça. O Circuito do Vinho foi desenvolvido em parceria com a Giordani Turismo e Eventos.

Serviço:

Circuito do Vinho – Wine South America e Giordani Turismo | 1ª edição

Quando: 20 a 26 de setembro de 2021

O que contempla: 6 noites de hospedagem, com café da manhã; 14 vinícolas em 6 cidades; Maria Fumaça e Parque Cultural Epopeia Italiana.

Valor: As vagas são limitadas.

Para quem: apreciadores de vinho que desejam fazer uma imersão ao universo vitivinícola

Informações e reservas: (54) 3455-2788, (54) 99683-9928 – WhatsApp

Da redação com o Agrolink

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *